30 de mai de 2010

Padilha é Palestrante no 1º Congresso Municipal dos Núcleos


        Onélia, Mirela e Maria Clara, da Executiva do Sênior, na platéia.





Mirela Mattos apresentando o Núcleo Sênior



 
Padilha enfatizando a importância do
"Cuide bem de mim, Eu sou você amanhã"!

25 de mai de 2010

CONVITE PMDB MULHER



________________________________________________________


Tire suas dúvidas sobre as eleições
Neste ano, será possível votar para presidente se estiver fora do domicílio.Será obrigatório votar com título eleitoral e documento com foto.

TÍTULO DE ELEITOR
Ainda é possível requerer título, solicitar mudança de domicílio eleitoral ou alterar dados do título (como o nome de casada)?
Não. O prazo terminou em 5 de maio deste ano. Quem perdeu o prazo para solicitar transferência do título e não poderá comparecer à sua zona eleitoral na eleição, deve apresentar justificativa.
Como solicitar segunda via do título de eleitor?
O eleitor terá até o dia 23 de setembro para requerer a segunda via do documento no cartório eleitoral mais próximo de sua residência. Quem está fora do domicílio eleitoral, deve requerer segunda via até 4 de agosto e precisa retirar o título na zona em que requereu o documento.
Posso requerer a 2ª via do meu título pela internet?

Não. A 2ª via do título deve ser solicitada no cartório da zona eleitoral à qual pertence o seu título ou, se não for possível, em outro cartório próximo ao domicílio.
Ainda é possível para pessoas com deficiências requererem transferência para seção especial?
Não. O prazo terminou em 5 de maio.
Como deve proceder o eleitor com deficiência que já requereu transferência para seção especial?
O eleitor terá até 5 de julho para comunicar ao juiz eleitoral da seção de sua inscrição, por escrito, suas dificuldades e necessidades, para que a Justiça Eleitoral providencie os meios para facilitar a votação.
Qual é o horário de funcionamento dos cartórios eleitorais para atendimento aos eleitores?
Varia em cada região. Para saber o horário exato do cartório de sua preferência, é possível localizar o telefone por meio do site dos TREs dos estados. Clique aqui para encontrar a página do TRE de seu estado.
SITUAÇÃO ELEITORAl
Como saber se o eleitor está com a situação regular perante a Justiça Eleitoral?
É possível obter gratuitamente, no site do TSE, uma certidão de quitação eleitoral. Clique aqui para solicitar.

Quem fica com a situação eleitoral irregular?
Terá a inscrição cancelada o eleitor que não comparecer a três votações consecutivas (cada turno é considerado uma votação), não justificar ausência e não quitar a multa devida após o período para a justificação. Passados seis anos, esse eleitor será excluído do cadastro de eleitores.
O que acontece com quem está com a situação irregular?
Não pode se inscrever em concurso ou prova para cargo público nem ser empossado na função. Os empregados no serviço público não podem receber salário. Não é possível obter empréstimos em bancos mantidos pelo governo, tirar passaporte, carteira de identidade nem renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial.
Como regularizar a situação?
O eleitor que não justificou em três votações consecutivas deve procurar o cartório eleitoral mais próximo de sua residência e quitar uma multa, que varia de região para região. Em média, em São Paulo, a taxa é de R$ 3,51 por turno. A partir daí, é possível pedir a regularização do título.


DIA DA VOTAÇÃO
Quando será a votação nas eleições municipais deste ano?
Será no dia 3 de outubro. O segundo turno, haverá votação também no dia 31 de outubro.
Qual será o horário da votação?
No primeiro e no segundo turno, das 8h às 17h. Quem estiver na fila após o fim do prazo tem garantido o direito de votar.
Quem é obrigado a votar?
Homens e mulheres de nacionalidade brasileira, domiciliados em território nacional, alfabetizados, maiores de 18 anos e menores de 70.
A quem o voto é facultativo?
Analfabetos, maiores de 16 e menores de 18 anos, maiores de 70 anos, portadores de deficiência física ou mental que requererem à Justiça Eleitoral justificação para não cumprir a obrigação.
O que é preciso levar no dia da votação?
É obrigatório levar título de eleitor e um documento com foto, de acordo com lei que começa a valer nesta eleição. Antes, algumas sessões permitiam votar apenas com documento com foto e outras só com título eleitoral.
Como consultar o local de votação?
É possível verificar pelo site do TSE informando nome completo, data de nascimento e nome da mãe. Clique aqui para consultar.
VOTO EM TRÂNSITO
Quem não está no domicílio eleitoral pode votar em outros locais?
A partir destas eleições, o voto em trânsito será permitido para presidente e vice. Só tem o direito quem está em dia com as obrigações eleitorais.
O voto em trânsito vale para quaisquer cidades do país?
Não, apenas para as capitais dos 26 estados e do Distrito Federal.
Como solicito o voto em trânsito?
É preciso requerer o voto em trânsito entre 15 de julho e 15 de agosto em qualquer cartório eleitoral. É preciso informar a cidade em que estará no dia das eleições.
Depois de pedir o voto em trânsito, é possível alterar a cidade de votação?
Sim. Depois de habilitado para o voto em trânsito, é possível alterar a capital, tanto no primeiro quanto no segundo turno, desde que siga o prazo de 15 de agosto. Se o eleitor não estiver na capital informada no dia da votação, precisa justificar.
É permitido desistir do voto em trânsito?
Sim, é possível desistir e votar na seção de origem desde que respeite o prazo de 15 de agosto. Se o eleitor não estiver na capital informada no dia da votação, precisa justificar.
VOTO NO EXTERIOR
O eleitor domiciliado no exterior, com o título regularizado, precisa votar ou justificar a ausência?
O voto é exigido apenas para presidente da República. Quem não vota, precisa justificar. Aqueles que mantêm domicílio eleitoral no Brasil também precisam justificar.
Quem está em viagem no exterior precisa justificar?
Sim. Se não justificarem, esses eleitores entram na condição de faltosos.
Como justificar no exterior?
É possível encaminhar requerimento de justificativa eleitoral (estará disponível no site do TSE mais perto da votação) pelo Correio ao juiz da zona eleitoral onde o eleitor é inscrito. Pode ainda justificar nas embaixadas e consulados. Os que estão em viagem têm 30 dias após retorno ao Brasil para justificar no cartório eleitoral de sua inscrição, apresentando cópias do passaporte e bilhete de passagem.
JUSTIFICATIVA
Como é possível justificar a ausência na votação?
No dia da votação, entregar o requerimento de justificativa eleitoral (estará disponível no site do TSE mais perto da votação) em qualquer seção eleitoral do país com apresentação de documento de identificação e título eleitoral. Os requerimentos também estão disponíveis nas seções. É possível ainda justificar até 60 dias após a votação no cartório eleitoral mais próximo do domicílio munido de documentos que comprovem o motivo da ausência à votação.
Quantas vezes é possível justificar a ausência na eleição?
Quantas vezes forem necessárias. É preciso estar atento a uma eventual revisão do eleitorado no município para se recadastrar e não correr o risco de ter o título cancelado.
Se justificar no primeiro turno, precisa justificar no segundo?
Sim, a justificativa deve ser feita a cada turno. Quem tiver três faltas seguidas sem justificativa, tem o título cancelado.
Até quando é possível justificar ausência na votação?
Sempre 60 dias após cada turno. Dia 2 de dezembro é o prazo para quem não votou no primeiro turno. Dia 30 de dezembro é o prazo para quem não votou no segundo turno.
colaboração do nosso companheiro Martin Ingo Ahlert
__________________________________________________________________________________

Diretório de Canoas recebe visita do Deputado e Presidente Nacional da FUG Sr. Eliseu Padilha no dia 21/05/2010

15 de mai de 2010

Clóvis é reeleito presidente do Movimento Negro do PMDB/RS

Durante a Convenção o secretário-geral do partido, Eliseu Padilha, recebeu homenagem especial e apoio para concorrer à Câmara dos Deputados.
O Movimento Negro do PMDB/RS realizou neste sábado, 15, sua 2ª Convenção Estadual. O evento realizado no Plenarinho da Assembleia Legislativa reelegeu Clovis André Silva da Silva como presidente.
Na oportunidade, a chapa, composta por 15 regiões do Estado, apresentou o Reparações 15. O documento de autoria do núcleo é composto de diretrizes pragmáticas que expressam o desempenho das políticas públicas voltadas para o negro nas mais diversas áreas.
Abordando questões institucionais, o Reparações 15 está dividido em quinze itens, cada um com quatro eixos. O objetivo é que cada núcleo possa escolher dentro de cada um o eixo mais adequado de acordo com a sua realidade. Entre os itens disponíveis estão Geração de Trabalho e Renda, Legislação anti-racista e Direitos Humanos.
Durante a Convenção o presidente nacional da Fundação Ulysses Guimarães e secretário-geral do PMDB, deputado Eliseu Padilha, recebeu homenagem do núcleo pela trajetória de luta partidária e parceria com o Movimento Negro. Segundo o líder Clóvis, através desta conduta do deputado foi possível avançar muito e prol da causa negra.O secretário-geral do PMDB agradeceu à homenagem e salientou a importância do trabalho do presidente reeleito na luta do Movimento Negro. “Clóvis passa o testemunho de alguém que tem conhecimento de causa, que tem articulação interna no partido”, afirmou.
Padilha colocou-se à disposição e afirmou que, em seu entendimento, os negros estão em absoluta igualdade, o que falta é assumir essa posição. Para finalizar, deixou uma reflexão: “não quero ser mais do que ninguém, mas não aceito ser menos. Só quero ser igual. Quero igualdade de possibilidades e inserção”.
O pré-candidato ao Senado, Germano Rigotto, também se fez presente no evento e destacou a necessidade de o partido e seus representantes se unirem em prol da candidatura do deputado federal Eliseu Padilha, considerando sua influência e articulação política. Em seu pronunciamento declarou que Padilha é “a locomotiva do partido”.
Rigotto salientou ainda o sentimento em relação à realização de um evento voltando especificamente para o negro. “Estou muito feliz pelas conquistas do nosso movimento, que apesar de ser recente, já conquistou muito”.
Durante os pronunciamentos, o deputado Alceu Moreira foi bastante aplaudido ao dizer que o espaço do negro na cidadania está vazio e que para construir a dignidade da etnia não é preciso esforço. “É necessário apenas espaço, pois o negro sabe construir sua dignidade sozinho”, justificou.
O pré-candidato do PMDB ao Palácio Piratini, José Fogaça, também marcou presença no Congresso. Como simbologia de formalização do Reparações 15, Clóvis entregou a Fogaça uma cópia deste documento e, de outros, que completam a trajetória destes três anos de atividade do setor de apoio partidário.
Sobre o tema Fogaça falou de suas contribuições enquanto prefeito de Porto Alegre, como a criação do Gabinete de Políticas Públicas para o Povo Negro. O ex-prefeito da Capital destacou ainda que pretende continuar lutando pela causa, trabalhando com as culturas existentes em cada região.
Quanto aos seus planos Fogaça disse que não tem outra determinação no momento senão pensar na situação do Estado como um todo. Disse que o Movimento Negro não é apenas do PMDB, mas de todo o Rio Grande do Sul.
Ao encerrar a Convenção, o presidente reeleito, Clóvis, reiterou ser inadmissível em qualquer democracia o preconceito racial e afirmou que "será imperfeita a sociedade onde houver designação no caráter étnico ou social". E enfatizou que "acima de tudo é preciso ter respeito às diferenças".
_______________________________________________________

Circular 01/2010. Canoas, 13 de maio de 2010.

PARTIDO DO MOVIMENTO DEMOCRÁTICO BRASILEIRO DE CANOAS – RS


Circular 01/2010. Canoas, 13 de maio de 2010.
Companheiros e companheiras:
É com grande satisfação que comunico os membros do diretório municipal do PMDB de Canoas, delegados, vereadores, suplentes, integrantes de órgãos partidários e demais filiados ou simpatizantes do nosso partido que, recebemos, no último dia 13, a carta em que o presidente da Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, Giovani Cherini (PDT), CONVOCA o nosso companheiro NEDY DE VARGAS MARQUES para assumir a vaga de deputado estadual deixada pelo Sr. Iradir Pietroski (PTB).
Na mesma oportunidade recebemos oficio do Dr. Nedy de Vargas Marques nos dando ciência e colocando-se à disposição de todos os Canoenses.

Salientamos que Nedy obteve expressiva votação, sendo a opção de 21.752 eleitores nas eleições de 2006, o que faz dele, hoje, o 1º suplente, que assumirá na vaga deixada pelo deputado indicado para o Tribunal de Contas do Estado.
Para nós do PMDB de Canoas este é um momento histórico, sendo que o partido voltará a ter um representante na Assembléia Legislativa após 25 anos. Coincidentemente, logo após presenciarmos a partida de nosso ilustre ex-deputado e ex-prefeito Carlos Giacomazzi, que por tantos anos representou os canoenses e os peemedebistas da cidade no legislativo estadual.
Encaminho cópia do ofício, o qual tão gentilmente o companheiro Nedy nos entregou, para dividir convosco a alegria desse momento tão importante para a nossa caminhada política. Espero que possamos participar de outros momentos importantes e que, certamente, orgulharão Canoas e o PMDB, junto ao nosso Deputado Estadual Nedy de Vargas Marques.


Saudações Democráticas!
Marco Aurélio Silva Rosa                                  Ademir Zanetti
Presidente do PMDB de Canoas - RS               Vice-Presidente

Ricardo da Rocha Leite                                     Douglas Angeli
Secretário - Geral                                           Secretário Adjunto

12 de mai de 2010

PMDB RS - PMDB Sênior realiza Convenção e elege sua executiva


                      Membros da executiva posam com o pré-candidato ao Senado, Germano Rigotto


O PMDB de Canoas promoveu na segunda-feira, 10, a 1ª Convenção Municipal do PMDB Sênior. Na oportunidade foi eleita a diretoria do núcleo, que será presidida por Enor Coelho Teixeira.
Participaram do evento cerca de 250 pessoas, entre elas autoridades do PMDB de Canoas e o pré-candidato ao Senado, Germano Rigotto, que destacou a importância de se instituir um trabalho voltado os idosos, afirmando que os clubes da terceira idade "promovem o incentivo à cidadania, proporcionando atividades para o bem estar do idoso". Parabenizou a equipe pelo trabalho realizado junto aos idosos em Canoas e ressaltou a importância desse núcleo ser criado não só a nível municipal e sim estadual e nacional.
Após a eleição, os correligionários participaram de um baile para a 3ª idade.
A executiva do núcleo ficou assim constituída
Presidente: Enor Coelho Teixeira
Vice – Presidente: Maria Clara V. L. Silva
Secretário Geral: Mirela Silva de Mattos
Secretário Adjunto: Iria Vargas Scherer
Tesoureiro: Ana Maria Olliari
1º Suplente: Onélia Maria Vicente
2º Suplente: Tereza Néri Almada Cozza

7 de mai de 2010

II Convenção Estadual do Movimento Negro




O Movimento Negro do PMDB/RS realiza no próximo sábado, 15 de maio, no Plenarinho da Assembleia Legislativa, das 8h30 às 14h, sua segunda Convenção Estadual. No evento será eleita a nova executiva do núcleo, que será válida pelo período de dois anos.

A inscrição de chama se encerra nesta quarta-feira, 12, conforme regulamento elaborado e publicado no dia 8 de maio, junto à comissão executiva estadual do Movimento Negro.
EDITAL
O Movimento Negro do PMDB do Estado do Rio Grande do Sul, de acordo com as atribuições que lhe cabe, CONVOCA os filiados com direito a voto do referido Órgão de Cooperação Partidária para a II Convenção Estadual, a realizar-se:
Dia: 15 de maio de 2010 Hora: 8 horas e 30 minutos
Local: Plenarinho da Assembleia Legislativa, 3º andar
Endereço: Praça da Matriz, s/nº
PAUTA
1 - Eleição dos Membros Titulares e Suplentes:
a) Do Diretório Estadul;
b) Do Conselho Fiscal;
c) Da Comissão de Ética;
d) Dos Delegados à Convenção Nacional.
2 - Apresentação e aprovação das Diretrizes Programáticas do Reparações 15
3 - Assuntos gerais.
_____________________________________________________________________________________

Mulheres No Poder


_______________________________________________________
Giacomazzi: O maior líder político da história de Canoas
Na madrugada do último dia 06, o PMDB perdeu um de seus ícones: Carlos Loureno Giacomazzi, falecido aos 79 anos. Podemos dizer, sem receio algum, que a política do Rio Grande do Sul perdeu uma liderança que marcou época por sua coragem, inteligência, integridade, e credibilidade. Canoas, terra que ele escolheu para viver, perdeu, assim, a sua maior liderança política de todos os tempos.
Carlos Giacomazzi, empresário, concorreu a prefeito pelo MDB em 1968. Venceu, mas não assumiu. Um ato covarde do regime militar transformou Canoas em Área de Segurança Nacional, impedindo-lhe a posse uma semana antes do início do mandato. Em seu lugar, a ditadura nomeou Hugo Simões Lagranha. Quase vinte anos foram necessários para que, enfim, a luta pelo retorno das eleições diretas fosse vitoriosa. Mais vitorioso ainda foi Giacomazzi, mais uma vez eleito pelo povo canoense.
Entre as duas eleições para prefeito que disputou, e venceu, Giacomazzi foi eleito deputado estadual quatro vezes (1970, 74, 78 e 82). Ao lado de Brossard e Simon, lutou de forma brilhante contra as injustiças sociais, contra a tortura, e em favor da constituinte e em favor das eleições diretas. Presidiu a Assembléia Legislativa entre 1979 e 1980, chegando a ser governador interino do estado. Na ocasião, teve destacada atuação na investigação do seqüestro dos uruguaios Lilian Celiberti e Universindo Dias.
Como a história da luta contra a ditadura militar em Canoas ainda não recebeu a atenção merecida, com o tempo a trajetória política de Giacomazzi foi sendo omitida nas publicações de uma pretensa história oficial da cidade. No seu lugar, colocaram alguns ícones forjados na repressão e na censura. No entanto, a História ainda fará justiça à memória de uma das figuras mais respeitáveis da política gaúcha.
Para os jovens, de várias gerações, Carlos Giacomazzi foi um exemplo real de como é possível fazer política com honestidade. Sua ética, sua seriedade, seu jeito calmo e ao mesmo tempo firme como uma rocha, foram características que lhe acompanharam em toda sua vida, acompanhadas por um profundo amor por Canoas, por seu único partido, o PMDB, pela democracia e pela liberdade. Ele acreditava que os jovens deveriam iniciar a construção de uma sociedade melhor através da política. E foi assim, com a dignidade dos mais nobres e a humildade dos sábios, que Carlos Giacomazzi forneceu seu próprio exemplo para a realização dessa tarefa tão difícil e necessária.
Douglas Angeli – Presidente da JPMDB Canoas.






07/05/2010.

CONVENÇÃO PMDB SÊNIOR

4 de mai de 2010

Mobilização PMDB-PDT

A Coligação PMDB-PDT está convocando os seus correligionários para realizarem em cada um dos 496 municípios gaúchos, um grande ato de mobilização pela união das duas legendas nas eleições de 2010. A orientação é que estas reuniões ocorram simultaneamente em todo o Estado, com a presença de Prefeitos, Vice-Prefeitos, Vereadores, filiados e militantes de ambos Partidos. Em Canoas o encontro será na sede do PMDB Rua Frei Orlando 33 Sala 502 na Quarta Feira às 19 horas com a presença dos Vereadores e Pré-Candidatos locais.



Informou Marco Rosa Presidente do PMDB 34726031 - 84763063