1 de jul de 2013

A voz das ruas, com José Fogaça


Passadas quase três décadas do processo de redemocratização do Brasil e que culminou na promulgação de um avançado contrato social, denominado Constituinte Cidadã, o país experimenta um novo período decisivo da sua história. Milhares de brasileiros e brasileiras alargam o espaço público de cidadania, transformando as ruas do país em territórios de reinvenção da política e cocriação da democracia. Frente a isso, emerge um profundo sentimento de que “tudo que é sólido, desmancha no ar”. Mobilizada através das redes sociais, uma genuína rede de autores políticos, expressam uma profunda inconformidade com o atual sistema político e, de forma horizontal e pacífica, em sua imensa maioria, se apresentam à República com disposição de mudar o Brasil para melhor.O PMDB, por sua reconhecida tradição democrática, precisa também ser autor desta história. Não só pelo papel desempenhado de fiador da redemocratização e da Constituição de 1988, da qual é guardião, mas, sobretudo, porque é a própria ideia de partido, de como ela tem cumprido seu papel de representação social, que é questionado pela sociedade brasileira . E é nestes momentos, que o partido se renova, por sua capacidade de ouvir e instituir o que de democrático emerge das ruas.Não há receitas, não há modelos. O que deve-se mobilizar é essa energia criativa e transformadora, emanada do Brasil profundo. A hora agora é de constituir uma roda , trocar ideias, para entender o que se passa e, quem sabe, cocriar juntos propostas concretas que, por sua viabilidade, contribuam para o amadurecimento de nossa jovem democracia. - See more at: http://www.pmdb-rs.org.br/scripts/publicacoes.php?id=19818&tipo=n#sthash.cjRLpjMH.dpuf

Nenhum comentário:

Postar um comentário